NOSSO INSTITUTO

HISTÓRICO DO IFEC

 

 IFEC: 15 ANOS DE UMA REALIDADE ÉTICA EM FAVOR DO BEM COMUM!

O IFEC – Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência foi fundado em 17 de junho de 2002. Desde esta data mantém vigoroso processo de desenvolvimento com inúmeras atividades e apoios a favor da promoção da Cidadania através de ações de Responsabilidade Social; Responsabilidade Socioambiental e Responsabilidade Social Empresarial, mas atuando numa visão política de gestão integrada de território para o desenvolvimento sustentável! 

No ano de 2015, fomos reconhecidos pelo Poder Público Federal como ENTIDADE FILANTRÓPICA (portanto,detentor do Titulo Federal CEBAS).

Somos, assim,  uma ENTIDADE FILANTRÓPICA, constituídos como uma associação sem fins lucrativos, composto por membros que acreditam na importância da promoção de PROJETOS e AÇÕES nas áreas Educacional (preparação, capacitação e inclusão para o Mercado de Trabalho; Educação Ambiental;...); Cultural; Projetos Ambientais; Direitos Humanos; Ações e materiais Cívicos; Assistência Social; Esportiva e de Mídia para obtermos uma melhor qualificação dos cidadãos e, consequentemente uma garantia mais plena de inserção no Mercado de Trabalho e na defesa de seus direitos constitucionais, através da formação - democratizando, e socializando os conhecimentos, da construção e manutenção de uma sociedade democrática sob a égide da Lei. 

 Nossa fundação ocorreu no dia 17 de junho de 2002 e a cada ano, reafirmarmos nossa força e presença nos cenários nacional e internacional como uma instituição idônea que atua de forma efetiva na construção de uma sociedade mais justa, livre e democrática para todos os povos.

 

Cremos na importãncia da promoção direta e/ou indiretamente juntos e/ou através de apoio a parceiros de ações, campanhas e projetos que objetivem a dignificação da Vida, do trabalhador, da formação cidadã em seu sentido pleno.

Através de sua história ao longo de todos estes anos, fomos somando Moções e Ofícios de reconhecimento às nossas atividades e pela participação das mais diversas instituições e organizações públicas ou privadas, de autoridades, de lideranças sociais, que, ao conhecerem a seriedade e idoneidade de nossas propostas - inclusive, tendo a honra de recebermos em novembro de 2006 de Sua Santidade o Papa Bento XVI uma " Benção Apostólica " pelo nosso trabalho desenvolvido.

 

Fomos agraciados, do ponto de vista oficial com os títulos de Utilidade Pública Federal (pelo Ministério da Justiça); Inscrição no CNEA - Conselho Nacional de Entidades Ambientais; de Utilidade Pública Estadual pela Assembleia Estadual do Rio de Janeiro; Inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Niterói e Título de Utilidade Pública Municipal pela Câmara Municipal de Niterói (cidade na qual se encontra nossa Sede Administrativa), do CMDCA – Conselho municipal de Defesa da Criança e do Adolescente, do CMAS – Conselho Municipal de Assistência Social entre outros.

 

Nestes anos muitos projetos surgiram e aqui destacamos apenas alguns: Projeto Cartilhas IFEC da Cidadania (contando com o apoio da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro); Projeto ONU-IFEC que completou três anos em maio de 2008 com importante evento na Representação da ONU na cidade do Rio de Janeiro (Palácio Itamaraty); Projeto Curso de Formação de Agentes da Cidadania (contando com o apoio e participação da OAB , do Conselho Tutelar, do SESC/RJ, do COMAD , do INSS entre outros); do Projeto de Capacitação (para o qual foram instituídas duas diretorias: a Diretoria de Cursos e a Diretoria de Projetos; do Projeto Mídia, no qual divulgamos ações e princípios formadores nas áreas da Educação, Cultura e Ciência através de programas próprios de Televisão e de Rádio além de nosso Informativo Oficial Anual e de extenso Banco de e-mails; Projeto Educar para Crescer e Ser  (atendendo Jovens de 14 anos à 18 anos incompletos os capacitando para a inclusão no Mercado de Trabalho) fomentado pela FIA - Fundação para a  infância e Adolescência; o Projeto Núcleo Lítero-Cultural (equipamento cultural que atende da creche à terceira Idade com ações e materiais culturais sempre respeitando a pluralidade cultural) fomentado pela Secretaria estadual de assistência Social e Direitos Humanos do Rio de janeiro; projetos  como estes, e inúmeros outros projetos pontilham a história de nossa atuação pelo social, pelo ambiental, pelo civismo, enfim, pela Cidadania e pela Responsabilidade Socioambiental.

 

Dois Projetos que identificamos em especial neste ano de 2016, entre outras ações por nós promovidas estão o PROJETO DUPLA ESCOLA (da SEEDUC – Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro) através do qual desenvolvemos o planejamento pedagógico e o gerimos, fomentados numa parceria com o Instituto EMBRATEL CLARO, desde o ano de 2013, bem como o PROJETO EMPREENDEDOR BACANA (que vencemos através de licitação na Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro), para a capacitação de 800 cidadãos objetivando sua inclusão e/ou permanência no disputado mercado de trabalho, qual seja através de preparação de mão de obra mais qualificada atuamos a favor da inclusão, da Cidadania.

 

Nossa organização contempla ainda respeitabilíssimo Conselho Vitalício Consultivo aonde participam personalidades dos mais diversos segmentos da sociedade brasileira e internacional (ex-reitores de universidades federais (UFRJ, UFF e UERJ), bem como notáveis de diversos segmentos da sociedade).

 

Por estas razões, de qualidade, profissionalismo e ética, vimos desenvolvendo de Projetos que objetivam capitalizar a instituição (através de ações efetivas de inclusão social em diversos matizes) e assim garantirmos a nossa sustentabilidade, para, sobretudo, a manutenção de nossos projetos sociais para as comunidades carentes objetivando democratizar informações de qualidade para o cidadão, retirar jovens de faixa etária de risco social das ruas; de preparação de jovens e adultos para uma capacitação que lhes garanta inclusão e/ou permanência no Mercado de Trabalho; conscientizar o cidadão acerca de seus direitos de deveres numa sociedade plural e democrática). Muitas são as parcerias que vimos estabelecendo e inúmeras as ações nos mais diversos campos de nossas atividades que estão sendo empreendidas.

 

Estamos a chegar ao ano de 2017, com uma história consolidada de capacidade técnica e de renomado conhecimento ético, sempre nos sentido da expansão de nossas ações e de nossos projetos voluntários e fomentados (pela Iniciativa Privada e pelo Poder Público), referendados por reconhecimentos internacionais recebidos tais como: Prêmio Qualidade Panamericana, Prêmio Top Leader Qualidade Sul Americana, Prêmio Top of Mind, Benção Apostólica outorgada por Sua Santidade, o Papa Bento XVI, entre outros.

 

O IFEC – Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência foi fundado em 17 de junho de 2002. Desde esta data mantém vigoroso processo de desenvolvimento com inúmeras atividades e apoios a favor da promoção da Cidadania através de ações de Responsabilidade Social; Responsabilidade Socioambiental e Responsabilidade Social Empresarial, mas atuando numa visão política de gestão integrada de território para o desenvolvimento sustentável!

 

Somos uma ENTIDADE FILANTRÓPICA, constituídos num Instituto sem fins lucrativos, composto por membros que acreditam na importância da promoção de ações educativas, culturais, ambientais, cívicas e de mídia para obtermos uma melhor qualificação dos cidadãos e, consequentemente uma garantia mais plena, através da formação - democratizando, e socializando os conhecimentos, da construção e manutenção de uma sociedade democrática sob a égide da Lei.

 

Caminhamos para neste ano de 2017  comemorarmos 15 anos de nossa fundação no dia 17 de junho e assim, reafirmarmos nossa força e presença nos cenários nacional e internacional como uma instituição idônea que atua de forma efetiva na construção de uma sociedade mais justa, livre e democrática para todos os povos.

 

Através de sua história ao longo de todos estes anos, fomos somando Moções e Ofícios de reconhecimento às nossas atividades e pela participação das mais diversas instituições e organizações públicas ou privadas, de autoridades, de lideranças sociais, que, ao conhecerem a seriedade e idoneidade de nossas propostas - inclusive, tendo a honra de recebermos em novembro de 2006 de Sua Santidade o Papa Bento XVI uma " Benção Apostólica " pelo nosso trabalho desenvolvido.

 

Fomos agraciados com diversos títulos e, entre outros: os títulos de Utilidade Pública Federal (pelo Ministério da Justiça); Inscrição no CNEA - Conselho Nacional de Entidades Ambientais; de Utilidade Pública Estadual pela Assembléia Estadual do Rio de Janeiro; Inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Niterói e Título de Utilidade Pública Municipal pela Câmara Municipal de Niterói (cidade na qual se encontra nossa Sede Administrativa), do CMDCA – Conselho municipal de Defesa da Criança e do Adolescente, do CMAS – Conselho Municipal de Assistência Social entre outros.

 

Nestes anos muitos projetos surgiram e aqui destacamos apenas alguns: Projeto Cartilhas IFEC da Cidadania (contando com o apoio da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro); Projeto ONU-IFEC que completou três anos em maio de 2008 com importante evento na Representação da ONU na cidade do Rio de Janeiro (Palácio Itamaraty); Projeto Curso de Formação de Agentes da Cidadania (contando com o apoio e participação da OAB , do Conselho Tutelar, do SESC/RJ, do COMAD , do INSS entre outros); do Projeto de Capacitação (para o qual foram instituídas duas diretorias: a Diretoria de Cursos e a Diretoria de Projetos; do Projeto Mídia, no qual divulgamos ações e princípios formadores nas áreas da Educação, Cultura e Ciência através de programas próprios de Televisão e de Rádio além de nosso Informativo Oficial Anual e de extenso Banco de e-mails; Projeto Educar para Crescer e Ser  (atendendo Jovens de 14 anos à 18 anos incompletos os capacitando para a inclusão no Mercado de Trabalho) fomentado pela FIA - Fundação para a  infância e Adolescência; o Projeto Núcleo Lítero-Cultural (equipamento cultural que atende da creche à terceira Idade com ações e materiais culturais sempre respeitando a pluralidade cultural) fomentado pela Secretaria estadual de assistência Social e Direitos Humanos do Rio de janeiro; projetos como estes, e inúmeros outros projetos pontilham a história de nossa atuação pelo social, pelo ambiental, pelo civismo, enfim, pela Cidadania e pela Responsabilidade Socioambiental.

 

Dois Projetos que identificamos em especial neste ano de 2016, entre outras ações por nós promovidas estão o PROJETO DUPLA ESCOLA (da SEEDUC – Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro) através do qual desenvolvemos o planejamento pedagógico e o gerimos, fomentados numa parceria com o Instituto EMBRATEL CLARO desde o ano de 2013, bem como o PROJETO EMPREENDEDOR BACANA (que vencemos através de licitação na Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro), para a capacitação de 800 cidadãos objetivando sua inclusão e/ou permanência no disputado mercado de trabalho, qual seja através de preparação de mão de obra mais qualificada atuamos a favor da inclusão, da Cidadania.

 

Nossa organização contempla ainda respeitabilíssimo Conselho Vitalício Consultivo aonde participam personalidades dos mais diversos segmentos da sociedade brasileira e internacional (ex-reitores de universidades federais (UFRJ, UFF e UERJ), bem como notáveis de diversos segmentos da sociedade).

 

Por estas razões, de qualidade, profissionalismo e ética, vimos desenvolvendo de Projetos que objetivam capitalizar a instituição ( através de ações efetivas de inclusão social em diversos matizes) e assim garantirmos a nossa sustentabilidade, para sobretudo, a manutenção de nossos projetos sociais para as comunidades carentes objetivando democratizar informações de qualidade para o cidadão, retirar jovens de faixa etária de risco social das ruas; de preparação jovens e adultos para uma capacitação que lhes garanta inclusão e/ou permanência no Mercado de Trabalho; conscientizar o cidadão acerca de seus direitos de deveres numa sociedade plural e democrática). Muitas são as parcerias que vimos estabelecendo e inúmeras as ações nos mais diversos campos de nossas atividades que estão sendo empreendidas.

 

Estamos a chegar ao ano de 2017, com uma história consolidada de capacidade técnica e de renomado conhecimento ético, sempre nos sentido da expansão de nossas ações e de nossos projetos voluntários e fomentados (pela Iniciativa Privada e pelo Poder Público), referendados por reconhecimentos internacionais recebidos tais como: Prêmio Qualidade Panamericana, Prêmio Top Leader Qualidade Sul Americana, Prêmio Top of Mind, Benção Apostólica outorgada por Sua Santidade, o Papa Bento XVI, entre outros.

 

VISÃO ÉTICA:

 

Desde sua fundação em 17 de junho do ano de 2002 que nosso Instituto Interamericano defende de forma veemente a postura ética no trato das relações humanas e na questão pública, entendida como o conjunto de todas as ações nas mais diversas áreas da atividade e do conhecimento humanos nas quais o ser humano deve, obrigatoriamente, atuar a favor da dignificação de todas as formas de vida e do meio ambiente em nosso planeta Terra!

 

COMO NÓS ENTENDEMOS A ÉTICA:

 

A Ética ou Moral Natural é a teoria – em geral de natureza filosófico religiosa – segundo a qual os imperativos éticos provém de uma origem natural ou divina que transcende a livre autodeterminação do ser humano, este incapaz de estabelecer com suas próprias forças um conjunto de regras e leis morais que o faça atingir a perfeição necessária. É, também, a parte da filosofia que estuda a Moral.

 

Existem outras acepções para Ética, de acordo com a escola filosófica que a define. Exemplo: "A Ética é a filosofia do agir que visa à bondade ou a perfeição do próprio homem que age".

 

A Ética pode ser, também, a Moral Teórica ou Ciência da Moral, que procura determinar a finalidade da vida humana e os meios de atingi-la, formulando julgamentos de apreciação (valores) sobre os atos bons ou maus, ordenando, assim, o procedimento da sociedade.

 

A Ética se relaciona com outras ciências, denominando-se Ética do Direito, Ética Médica, etc.

 

A Ética nasceu com Sócrates, mas foi objeto de todas as filosofias. Segundo ele, "ninguém é mau voluntariamente”. Se desejo e pratico o mal, sou vítima de uma ilusão, confundindo o mal com o bem verdadeiro, pois sendo a lei moral imanente (que está em mim), só posso desejar o bem para mim. E mais: "o homem só é feliz quando é bom, e só é bom quando conhece”. Daí a máxima socrática: "Virtude é saber”. E Platão, posteriormente, equipara a: "(...) virtude à felicidade ", que somente é completa na vida em sociedade ". Deduz-se, assim que o homem para ser feliz na Terá, em meio à sua sociedade tem que saber, conhecer, para praticar a virtude e a bondade. Em síntese: o homem, para começar a ser feliz, precisa estudar e, após saber, conhecer, aprender em seus estudos, praticar virtudes. Parece princípios esposados pelo Cristianismo. Não é à toa que Sócrates é considerado um dos precursores do Cristo.

 

Aristóteles, posterior e sabiamente, ensina que "a felicidade é o supremo bem na conduta humana".

 

O objeto da Ética é traçar normas para o comportamento humano o qual se realiza sempre com referência aos valores dominantes na sociedade, na época considerada.

 

A Ética – como Teoria da Moral – e a Ciência dos Costumes – como Sociologia da Moral – se completam.

 

Nas filosofias patrísticas (dos padres) e medievais, dá-se uma alteração na concepção de Ética, não se podendo distinguir mais a Moral da Religião, ficando, assim, a lei humana submetida à lei divina.

 

Nas filosofias modernas, John Stuart Mill (1806-1873), advoga, (como bom, tudo que fomenta o bem-estar geral, com maior utilidade para coletividade) e Auguste Comte (1798-1857), criador do Positivismo lança a máxima que nós deveríamos "viver para outrem”. Mas não é isto que prega a caridade, quando a define Allan Kardec em seu livro Obras Póstumas? : "(...) a caridade é a origem de todas as virtudes e base da ordem social (...)” ou, no dizer de Rodolfo Calligaris, em As leis Morais, a caridade: "(...) é essencialmente amor, não amor a nós mesmos (egoísmo), mas amor ao próximo (altruísmo)".

 

O homem nunca se sentiu tão responsável pelo próprio destino e pelo mundo em que habita, como hoje, aumentando gradativamente, com o passar do tempo, a solidariedade entre si. E esta solidariedade pode ser ilustrada como o amor como o ato fundamental do espírito, pois, só o amor nos pode conduzir ao conhecimento de outrem. A essência da individualidade alheia só se nos revela à visão amorosa, quando a conhecermos em profundidade, quando a amarmos verdadeiramente, isto é, se quisermos conhecer realmente uma pessoa temos que amá-la. E aí está a Ética, para nos fornecer todas as condições de trilhar o caminho do amor.

 

Fonte – AZEVEDO, José Venício de. Enciclopédia MIRADOR Internacional, 1979 – Apostila de Ética do CRECI

Background Color:
 
Background Pattern:
Reset